4 fatos sobre o verbo ‘to be’ que os iniciantes não sabem

Começar a falar inglês pode não ser algo tão complicado, mas o uso do verbo to be ainda é o responsável por muitas dúvidas de iniciantes em cursos de inglês, principalmente por não saberem qual o significado do verbo to be em cada contexto.

O verbo to be é um dos pilares da gramática da língua inglesa, e é crucial que se saiba usar e entender o uso do verbo to be para poder avançar no estudo da língua o mais rápido possível.

Quanto mais se estuda o verbo to be, mais fácil ele fica. Por isso, é necessário se atentar ao seu uso e como ele pode ser interpretado. Veja mais sobre o verbo to be aqui!

verbo to be
Por que aprender verbo to be? Confira! | Foto: Unsplash.

O que é o verbo to be?

Você sabe o que é verbo to be? O verbo to be é o verbo mais usado na língua inglesa, e sua tradução para português corresponde aos verbos “ser” e “estar”, e é essa a sua principal função. Além disso, o verbo to be pode ser encontrado em frases atuando ou como verbo principal da oração, ou como verbo auxiliar de outro verbo.

Toda essa multifuncionalidade acaba gerando várias dúvidas sobre o verbo to be, mas todas elas podem ser sanadas a partir de explicações e exemplos. Fora isso, observando o contexto da frase, você consegue perceber qual o sentido que o verbo to be está sendo usado naquela frase, ou seja, se o verbo to be representa a ideia de “ser” ou “estar”. 

O primeiro passo para entender o verbo to be é que ele muda de acordo com os pronomes que ele estiver acompanhando, possuindo três variações possíveis. Os pronomes em inglês são: I (eu), you (você), he (ele), she (ela), it (ele, ela, animais e objetos), we (nós), you (vocês) e they (eles, elas).

4 fatos sobre o verbo to be para iniciantes!

Veja, aqui, alguns fatos sobre o verbo to be para iniciantes:

Variações do verbo to be 

Já foi comentado que o verbo to be possui três variações, certo? É muito importante saber quais são essas variações, já que o verbo to be é um dos mais usados no inglês. Veja, a seguir:

  • I am kind (eu sou gentil);
  • You are kind (você é gentil);
  • He/She/ It is kind (ele/ela/aquilo é gentil);
  • You are kind (vocês são gentis);
  • We are kind (nós somos gentis);
  • They are kind (eles/elas são gentis).

Ou seja, fazendo uma breve comparação, quando se tem a mesma frase em português, é possível notar que o verbo muda de acordo com o sujeito, também valendo como regra para o inglês. Por esse motivo, o sujeito “I” faz uso do verbo “am”, que é uma das formas que o verbo é apresentado, enquanto os pronomes “you”, “we” e “they” fazem uso do verbo to be na forma “are”, e nos casos de “he”, “she” e “it”, o verbo pode aparecer como “is”.

Existem diferentes conjugações do verbo to be

Você já sabe que o verbo to be no presente aparece nas formas “am”, “is” e “are”, certo? Porém, como ele também pode ser um verbo auxiliar, sua forma será alterada quando conjugado no passado. Confira, a seguir, alguns exemplos:

  • I was very sad (eu estava muito triste): “I am” virou “I was”, que é sua forma no passado;
  • You were very sad (você estava muito triste): “You are” virou “You were”, que é sua forma no passado;
  • He/She/It was very sad (ele/ela estava muito triste);
  • You/We/They were very sad (vocês estavam/ nós estávamos/ eles estavam muito doentes).

Quando se trata das diferentes conjugações do verbo to be, você pode se perder se ficar muito focado nas traduções em português. Por esse motivo, transfira o seu foco para a língua inglesa e tudo ficará bem mais fácil. Como está no tempo passado, o verbo to be vai se modificar de apenas duas maneiras: was e were. Você deve usar a forma “was” apenas para a primeira e terceira pessoa, e nas outras, se usa a forma “were”.

A facilidade vem da prática 

Para que se tenha mais facilidade com o verbo to be e nunca mais ficar em dúvida sobre quando alguém te perguntar sobre como fazer uso dele nas frases, é necessário que você treine. Lembre-se que apenas decorar essas conjugações não é o suficiente, e que a prática leva a perfeição.

Para que você consiga aprimorar a sua prática, é possível fazer uso do entretenimento ao seu favor, assistindo séries, filmes e prestando muita atenção em quando o verbo to be é usado. Você vai perceber que muitas vezes temos a impressão de que o verbo to be não está presente nas frases.

Geralmente, dentro da oralidade eles acabam contraindo o verbo, o que também acontece na escrita, por exemplo: I’m, You’re, She/He/It’s, We’re e They’re. O mesmo também acontece quando os verbos estão na forma negativa, observe: I’m not, You aren’t, She/he it isn’t, We aren’t, They aren’t.

Saber usar o verbo na forma interrogativa 

Essa é outra dúvida que sempre aparece na hora de fazer a formulação de frases em inglês, e está relacionada à flexão das perguntas. Para nós, que falamos português, a pergunta é identificada pela entonação da frase ou do uso de auxiliares. Porém, quando se trata do inglês, a frase tem que se modificar de forma obrigatória, e a ordem começa a ser verbo-sujeito-complemento, e não sujeito-verbo-complemento. Veja a seguir alguns exemplos para que você consiga entender melhor:

  • Is she your sister? (ela é sua irmã?): Você pode responder com “Yes, she is” ou “No, she is not/ isn’t”;
  • Are  you hungry? (você está com fome?): Você pode responder essa pergunta com “Yes, I am” ou “No, I am not/ I’m not”;
  • Do you like me? (você gosta de mim?): Você pode responder com “Yes, I do” ou “No, I do not/ don’t”.

Aproveite esses fatos sobre o como falar o verbo to be!

Treinamentos

Quer falar inglês Fluente?

Clique no botão abaixo para entrar em nossa Lista VIP👇

Posts Recentes

Veja também

vantagens de aprender inglês

Entra ano e sai ano e eu ainda não falo inglês – Por que isso está acontecendo?

Conversar com um gringo

20 expressões para você usar com um gringo

conversa informal em inglês

Aprenda a começar uma conversa informal em inglês

Pensar em inglês

O guia completo para aprender a pensar em inglês