O Que Não Fazer Ao Aprender Inglês Sozinho

01/07/2019

O Que Não Fazer Ao Aprender Inglês Sozinho

Com o avanço da internet e consequentemente a popularização das redes sociais aprender um idioma tornou-se mais fácil. Mais e mais pessoas conseguem acessar e conhecer novos conteúdos, novas maneiras de aprender e expandir seus conhecimentos.

Não Seja Acumulador

Porém devido a toda essa popularização existem hoje centenas de conteúdos online para serem seguidos o que por um lado é muito bom porém flerta perigosamente com a procrastinação.

Toda essa facilidade de encontrar conteúdos online gera no aluno algo que gosto de chamar de síndrome do acumulador. O aluno abraça e pega tudo que vê pela frente no quesito conteúdo: baixa um e-book aqui, assiste dez canais de inglês ali, anota centenas de vocabulário acolá, logo um acumulador de conteúdo nato.

Para fugir desse mal tente limitar a quantidade de conteúdos que você consome ao se propor a aprender inglês. Baixa e absorva um e-book de cada vez, siga apenas os conteúdos de professores que você realmente se identifica, aprenda o que realmente vai ser relevante para você.

Não traduza!

Outro problema que vejo nos alunos que estão aprendendo inglês é o fato que todos quererem traduzir palavra por palavra, e sendo sincera com você se o aprendizado de qualquer idioma fosse baseado na tradução tudo mundo estaria fluente em qualquer idioma hoje em dia.

Quando digo “não traduza” me refiro a você abrir o seu maravilho Google Tradutor digitar uma palavra ou frase e traduzi-la friamente. Digo isso pois quero que você entenda que um idioma deve andar de mãos dadas ao aprendizado por contexto, entender como as pessoas usam determinadas expressões e aplicá-las a maneiras delas de usar e falar na comunicação. Vamos a um exemplo, na frase: “Eu queria que vocês estivesse aqui”

Como os Alunos brasileiros diriam e inglês:                  Como Nativos dizem na prática:

I wanted you be here                                                             I wish you were here

Outro exemplo, na frase “Eu costumava correr na praia”

Como os Alunos brasileiros diriam e inglês:                  Como Nativos dizem na prática:

I ran on the beach                                                                   I used to run on the beach

Minha dica para vocês é basear seu aprendizado na comparação: entender como nós brasileiros falamos e comparar como os nativos diriam essa mesma expressão. Isso vai deixar seu aprendizado mais fácil de assimilação, uma vez que você mostra para o seu cérebro que determinada forma de falar em português tem o mesmo significado de outra em inglês.

Não Estude Aleatoriamente

Algo que vejo alunos fazem com muita frequência é iniciar o aprendizado sem um objetivo específico ou um norte para se basear, simplesmente caminhando ao léu. O que é ruim pois você não consegue ter medidas do quanto você está avançando, se desenvolvendo.

O que nos move é ver que estamos um passo à frente do que estávamos no dia anterior, que os esforços aplicados te fizeram caminha cada vez mais perto do seu objetivo. Por isso defina seus objetivos de maneira específica, com data, com indícios reais para seu cérebro entender e te fazer trabalhar a alcança-lo.

Não foque SÓ Na Teoria

De nada adianta você ser um expert em tempos verbais, em gramática, saber aplicar as regras de ING quando está estudando com um papel e caneta na mão. O que vai indicar que você realmente sabe é a prática do dia-a-dia, a prática falada, gerar conversa real.

Ao fazer isso você vai perceber o quão pode ser difícil aplicar aquele monte de conteúdo que você aparentemente era expert e, isso é normal, quando mais prática mais fácil vai se torna essa comunicação.

“Ahh mas eu não tenho com quem praticar”, bom pratique sozinho…

Pratique a Oratória

Pode parecer difícil encontrar alguém com tempo e disposição para praticar a oratória você, logo o que lhe resta é pratica SOZINHO. Como?

  • Na frente do espelho
  • Falando No Chuveiro
  • Conversando Mentalmente Sozinho
  • Criando Situações De Conversa Na Sua Mente

Colocar em prática a oralidade, sair do campo teórico no qual acredito que você está bem treinado e apto a se expressar de maneira escrita, vai te ajudar a se expressar de forma mais fluída, te fazer verbalizar todo aquele conteúdo que você passou atento tempo aprendendo.

Dito isso espero ter te ajudo a entender quais vícios e erros que você deve parar de cometer ao aprender inglês sozinho e assim atingir seus objetivos de maneira mais rápida e eficiente, porque ninguém quer passar anos estudando e no fim nas contas sentir que chegou a lugar algum não é verdade?

>